Operação da Polícia Civil prendeu duas pessoas neste sábado (21) por abate e venda de carne clandestina na cidade de Corumbá (MS), localizada a 424 km de . Um outro investigado fugiu quando avistou a viatura da polícia chegando em sua propriedade.

Conforme registro policial, um dos presos pela operação, realizada por meio da Decon e do , é um comerciante de 46 anos. Ele foi detido em um bairro de Corumbá vendendo carne oriunda de abate clandestino. De acordo com a investigação, o comerciante comprava animais nos assentamentos da cidade e os revendia sem inspeção sanitária obrigatória, como da e do Serviço de Inspeção Municipal.

A segunda prisão ocorreu no Taquaral, na zona rural de Corumbá, onde um pequeno comerciante de 40 anos foi surpreendido carneando uma novilha. Parte da carne abatida clandestinamente foi encontrada pela polícia no expositor e nos freezers da propriedade.

Ao todo, 930 kg de carne foram apreendidos, sendo 670 kg do primeiro comerciante e 260 kg do segundo.

A polícia ressalta que venda de alimentos sem inspeção traz sérios riscos à saúde da população, como exposição a cisticercose, tuberculose, brucelose, além dos conservantes utilizados na fabricação de linguiça, que podem trazer doenças graves como câncer se forem utilizados em excesso.

Saiba Mais