Um pistoleiro morreu em um confronto com a Polícia Militar, na manhã desta quinta-feira (29), em Campo Grande, no Bairro Moreninhas. Informações preliminares passadas ao Jornal Midiamax são de que o pistoleiro que estava com fuzil e colete balístico entrou em confronto com policiais na Rua Camaçari e na troca de tiros morreu. 

O pistoleiro seria o autor do assassinato de Renan de Camargo Candido, de 23 anos, na noite do dia 4 de março deste ano, no Jardim das Macaúbas, em Campo Grande. No corpo dele havia 16 marcas de tiros.

Testemunhas relataram na época que dois homens em uma motocicleta, de cor preta, passaram pelo local e atiraram contra a vítima, na Rua Fidelis Bucker.

Renan foi socorrido, mas chegou à UPA (Unidade de Pronto Atendimento) Universitário já sem vida. No local do crime, a polícia encontrou 18 estojos de munição, um cartucho e três projéteis de calibre 9 milímetros.

Ele também seria responsável pelo assassinato de Victor Mergareno Benvindo, de 18 anos, morto por uma dupla em uma motocicleta preta.