Foi bem-sucedida a cirurgia no olho pela qual o tatuador, de 31 anos, passou nesta semana. Ele ficou cego após a ex-mulher jogar ácido no rosto dele, em 22 de fevereiro, e nesta semana foi internado novamente após um dos olhos ‘derreter’.

A irmã do tatuador, Jaqueline, confirmou ao Midiamax que a cirurgia foi bem-sucedida. No entanto, o irmão segue apenas enxergando luzes, sendo que só com o tempo será possível saber se ele poderá recuperar a visão.

Já sobre as investigações do caso, a Polícia Civil concluiu o inquérito no dia 10 de março. Assim, a ex-mulher do tatuador foi indiciada por perseguição, lesão corporal gravíssima e calúnia.

Ela fugiu logo após o crime e não foi localizada, sendo considerada foragida até o momento.

Jogou ácido no ex

O tatuador chegava em sua casa, na Travessa Quernita, no Bairro Aero Rancho, quando a ex-companheira o chamou para conversar. Quando ele se aproximou, ela jogou um líquido corrosivo em seu rosto.

Câmeras de segurança ainda filmaram a autora fugindo e o tatuador pedindo socorro a vizinhos. Em entrevista ao Jornal Midiamax, ainda durante na Santa Casa, ele explicou que a mulher não aceitava o fim do relacionamento.