de um ano de idade caiu e se afogou na piscina de casa, na manhã deste domingo (05), em . O caso aconteceu na Vila Marcos Roberto. O menino chegou a ficar três minutos submerso.

A família relatou ao que estavam em casa quando o bebê saiu da residência pela porta que estava aberta sem que ninguém percebesse e caiu na piscina. O pai foi até aos fundos e encontrou a desacordada na água. A suspeita é que o bebê tenha ficado três minutos submerso. 

A URSA (Unidade de Resgate e Serviço Avançado) do Corpo de Bombeiros Militar de Mato Grosso do Sul foi até o local. A criança sofreu parada respiratória e acordou após manobras de reanimação realizadas pelos agentes.

De acordo com o tenente do Corpo de Bombeiros, Max Souza, a criança chorou depois de acordar e procurava pela mãe, o que sinalizava um bom sinal. O bebê foi encaminhado para a UTI pediátrica da Santa Casa.

A família, composta pela mãe, pai e irmão, ficaram abalados com o acidente. A piscina não possui grades de proteção e nem estava coberta. 

“O que chama a atenção das crianças, muitas vezes, é a própria água. A orientação nesses casos de afogamento é realizar a mesma manobra de quando a criança engasga, deitada no braço”, orienta o tenente do Corpo de Bombeiros.