As empresas alvos da Polícia Federal em conjunto com a Receita Federal, na deflagração da Operação Wrong Tires, em Campo Grande, na manhã desta terça-feira (28), tinham depósito para armazenar e distribuir os pneus contrabandeados.

Foram cumpridos cinco mandados de busca e em três lojas de venda de pneus. De acordo com as investigações, os pneus eram trazidos do Paraguai, armazenados em um depósito e depois distribuídos a empresas do mesmo grupo para comercialização.

Nos estabelecimentos foram encontrados pneus com deformidades devido à prática de inserção de um pneu dentro do outro, utilizada para transportar mais produtos em uma carga. Além da baixa qualidade, constatou-se que os pneus não possuem garantia e não há informações sobre sua procedência.

O nome da operação, em tradução livre, significa “pneus errados”. 

Saiba Mais