Mauro Augusto Senturião Dutra foi julgado nesta quinta-feira (9) e absolvido de ser o mandante da execução de Leonildo Matias de Oliveira, assassinado no dia 18 de agosto de 2019.

A vítima foi executada com oito enquanto comia pastel com a neta, de 8 anos, em um estabelecimento no município de Bandeirantes, a 68 quilômetros de Campo Grande.

Mauro era acusado de ser mandante do crime, já que teria rixa com a vítima por causa de uma tentativa de homicídio na frente da casa onde morava dias antes de Leonildo ser morto.

Ele negou que tenha mandado matar o homem e alegou que no dia do crime estava fora da cidade, visitando um amigo de infância, e que a moto usada no assassinato era dela, mas foi vendida antes da execucação.

No mesmo julgamento o Carlos Alberto Garcete de Almeida condenou Flávio Rodrigues da Silva a sete anos de prisão, em regime fechado, pelo assassinato de Leonildo. Ele era o garupa da moto e foi quem disparou contra a vítima.

Saiba Mais