Polícia

Rapaz irá responder criminalmente por atestado médico falso apresentado em 2019

Laudo pericial constatou que o documento se trata de um documento adulterado

Diego Alves Publicado em 12/01/2022, às 23h43

Foto meramente ilustrativa
Foto meramente ilustrativa

Um homem de 27 anos irá responder por crime de falsificação de documento particular após apresentar um atestado médico falso em uma empresa onde trabalhava em outubro de 2019 na cidade de Bataguassu, cidade a 313 quilômetros de Campo Grande.

De acordo com a polícia, no dia 29 de outubro de 2019, o suspeito de 27 anos de idade apresentou um atestado médico no recursos humanos da empresa em que trabalhava, no qual constava a informação de que deveria ficar afastado de suas atividades por 15 dias. Porém, por acreditar que o documento poderia estar falsificado, a proprietária buscou a Polícia Civil.

De acordo com a polícia, o médico responsável pela confecção do atestado foi ouvido e confirmou que os numerais da data referente ao período de afastamento não eram de sua autoria, confirmando, assim, a adulteração no documento. 

Ainda segundo a polícia, foi requisitada perícia técnica no atestado médico e o laudo pericial constatou que o documento se trata de um documento adulterado.

Ante os indícios de autoria e materialidade delitiva, a Autoridade Policial determinou o indiciamento do suspeito como incurso crime de falsificação de documento particular. O inquérito policial será finalizado no prazo legal e encaminhado ao Poder Judiciário e ao Ministério Público.

Jornal Midiamax