As seis pessoas presas nesta quinta-feira (21) em foram indiciadas pelo Ministério Público do Paraguai. O inquérito foi assinado pela promotora Reinalda Palacios, que acusa três brasileiros e três paraguaio pela participação no assalto a um Policial Militar em .

De acordo com informação da promotora paraguaia, a denúncia foi apresentada primeiramente contra os três criminosos que tentaram negociar a da polícia militar brasileira.  Em seguida foram identificados mais três envolvidos, que são paraguaios.

Segundo informações o PM teve sua caminhonete e uma pistola roubada. Durante investigação, agentes do Departamento de Investigação da Polícia Nacional chegaram até o bairro Villa Teresa e encontraram os suspeitos.

Os agentes conseguiram apreender quatro pistolas e uma espingarda. Conforme relatos do Comissário Javier Flores, chefe de investigações de Amambay, a caminhonete não entrou no Paraguai por conta de dispositivo de segurança. Porém, os dois ladrões conseguiram atravessar para Pedro Juan Caballero.