Prefeitura aumenta o alimentação da GCM e guardas farão plantões após dispensa de agentes patrimoniais

Serão 20.160 horas mensais a serem supridas por servidores da GCM
| 12/02/2022
- 02:47
Reprodução
Reprodução

Foi publicado em Extra nesta sexta-feira (11) o aumento no auxílio-alimentação da GCM (Garda Civil Metropolitana) e os plantões que os agentes poderão fazer devido a dispensa de 111 agentes patrimoniais que prestavam serviço na SEMED (Secretaria Municipal de Educação), em Campo Grande.

De acordo com a Prefeitura, com a saída dos agentes, serão 20.160 horas mensais a serem supridas por servidores da GCM. Reinvidicado pela categoria, que inclusive anunciou indicativo de greve, o valor do auxílio irá passar de R$ 294 para R$ 494. O adicional no auxílio-alimentação acontece após o executivo ter publicado promoção aos guardas.

Os agentes também poderão fazer plantões em unidades da Semed, com valor hora de R$ 14,08. Deverá ser respeitado o prazo de 11 horas de intervalo no descanso do servidor que realizam plantões de 12/36 horas ou 24/72h, tanto na saída quanto na volta aos plantões.

"Plantões direcionados, caminho certo, os agentes não eram concursados, acreditamos que tenhamos mais evolução", diz o Alberto da Costa Neto, vice-presidente dos Guardas Municipais de Campo Grande. De acordo com o sindicato, ainda há pontos de melhorias que deverão ser novamente discutidos.

Um deles é o valor fixado de R$ 14,08 no valor hora dos plantões. O sindicato aponta que a forma correta do valor seria o acréscimo de 50% como horas extras e 100% aos feridos. Até a realização do concurso da GCM, o salário inicial de um agente era de R$ 2,1 mil.

 

 

Veja também

Últimas notícias