Prefeito que sofreu atentado na fronteira teve que ser reanimado duas vezes em hospital

| 17/05/2022
- 23:00
Prefeito que sofreu atentado na fronteira teve que ser reanimado duas vezes em hospital
Hospital onde o prefeito passou por cirurgia (via WhatsApp)

O da cidade paraguaia de Pedro Juan Caballero, José Carlos Acevedo, de 53 anos, que sofreu atentado a , teve que ser reanimado duas vezes no hospital particular Viva a Vida. A primeira foi quando ele deu entrada por volta das 16h30 e a segunda, no momento em que era submetido à cirurgia, momento em que sofreu uma parada cardíaca.

Ele foi atingido por quatro tiros na região do pescoço, dois no braço direito e um no esquerdo. O prefeito foi submetido a cirurgias durante três horas. Ele está sedado, em situação delicada e oito médicos cuidam do paciente.

Vídeo mostra o momento em que os pistoleiros chegam em um carro durante o atentado contra o prefeito de Pedro Juan Caballero, José Carlos Acevedo, 53, em frente à prefeitura da cidade, nesta terça-feira (17). Acevedo conversava com um jornalista, momento em que os autores chegam em um carro branco.

Um dos autores desce pela porta do passageiro ao lado do motorista e outro pistoleiro sai pela porta traseira. De acordo com informações, três pessoas estavam no veículo. Os dois então saem do carro, momento em que ocorre o atentado a tiros.

O criminoso que desce do banco traseiro, aparentemente dá cobertura. Inclusive, no momento da fuga, o motorista sai do local com a porta traseira e do passageiro abertas e, ao perceber que o comparsa arranca com o veículo, o bandido que dava cobertura tem que correr atrás do carro.

Segundo informações da polícia, Acevedo foi atingido com 7 tiros de pistola 9 mm. Ele foi socorrido no local, colocado em uma prancha e levado ao hospital. A UCP (Universidade Central do Paraguai) disponibilizou uma ambulância de última geração e também uma equipe de socorristas, caso os médicos decidam pela transferência do prefeito.

Veja também

Últimas notícias