Polícia monitora redes sociais e prende mentor de sequestro de diretora em Campo Grande

O autor havia fugido de Corumbá e se escondia em três casas
| 01/02/2022
- 11:55
Polícia monitora redes sociais e prende mentor de sequestro de diretora em Campo Grande
Carro foi recuperado pela polícia na Bolívia - (Foto: Diário Corumbaense)

Foi preso nessa segunda-feira (31) o último integrante da quadrilha que sequestrou a diretora e o secretário de uma escola municipal em , distante 444 quilômetros de Campo Grande. O mentor do crime acabou encontrado no bairro Mário Covas, em Campo Grande, e preso por policiais da 5º Delegacia de Polícia Civil. 

Informações são de que após o crime, que aconteceu no dia 5 de janeiro deste ano, e com a prisão dos outros integrantes, Claudemir Ribeiro Benites, de 32 anos, acabou fugindo para a Capital. Ele estava se escondendo em pelo menos três casas, onde fazia revezamento para tentar despistar a polícia. 

Claudemir estava trabalhando como motorista de aplicativo e foi preso quando chegava a uma das residências. A polícia conseguiu a sua localização após fazer o monitoramento das dele descobrindo seu paradeiro. O carro da diretora acabou sendo encontrado abandonado na Bolívia. 

Sequestro da diretora

O sequestro seguido de roubo ocorreu por volta das 16 horas do dia 5 de janeiro, no momento em que a diretora estava na escola com o secretário, exercendo as funções administrativas. Os três bandidos armados com pistolas invadiram a unidade escolar, que fica no bairro Cristo Redentor, exigindo as chaves do carro da vítima.

A diretora e o secretário tiveram as mãos amarradas, a mulher foi colocada no banco traseiro e o secretário no porta-malas do carro. Os bandidos levaram as vítimas para uma casa, que era grande e tinha piscina, segundo a diretora. As vítimas foram colocadas dentro do banheiro.

Segundo a diretora, os bandidos conversavam com uma pessoa pelo telefone e ela acredita que estavam negociando seu carro. Após três horas, os criminosos voltaram, colocaram as vítimas em outro carro e as deixaram em uma ribanceira à beira da estrada. Um motorista de aplicativo que passava pelo local socorreu as vítimas, que foram levadas até a delegacia.

Veja também

Marcola ainda chega a dizer para filho que não quer que ele se torne bandido

Últimas notícias