Polícia

Motorista de aplicativo se entrega à polícia e confessa participação no sequestro de diretora

Diretora e secretário de um colégio municipal foram sequestrados

Renata Portela Publicado em 07/01/2022, às 13h50

Carro foi recuperado pela polícia na Bolívia
Carro foi recuperado pela polícia na Bolívia - (Foto: Diário Corumbaense)

No início da noite de quinta-feira (6), homem de 30 anos, que trabalha como motorista de aplicativo, se apresentou à Polícia Civil em Corumbá, a 444 quilômetros de Campo Grande, e confessou participação no sequestro ocorrido no dia anterior. A diretora e o secretário de uma escola municipal foram as vítimas dos autores.

Por volta das 11 horas de quinta-feira, rapaz de 20 anos foi preso em flagrante também pelo envolvimento no crime. Ele confessou que com outros dois homens invadiu a escola, sequestrou a diretora e o secretário e roubou o carro da mulher, um T-Cross. O veículo foi levado até a Bolívia, onde acabou recuperado pela polícia local.

A princípio, os bandidos negociavam o carro por R$ 16 mil. Já na noite de quinta, o motorista de aplicativo procurou a delegacia acompanhado do advogado. Ele foi interrogado e liberado em seguida. Em relato, ele contou que conhecia um dos autores do crime e que foi convidado a participar da ‘fita’.

Foi o motorista quem levou os suspeitos até as proximidades da escola. Além disso, a casa onde a diretora e o secretário foram mantidos reféns, trancados em um banheiro, pertence ao homem. Ele acabou contando que se sentiu arrependido e se apresentou, mesmo tendo uma participação ‘menor’ no crime.

Os outros dois envolvidos no crime já foram identificados e também responderão pelo roubo majorado pela restrição de liberdade da vítima.

Jornal Midiamax