Polícia faz megaoperação na fronteira de MS para prender mandante da morte de Acevedo

O principal alvo é Marcio Ariel Sánchez Giménez, o ‘Abacate’
| 15/06/2022
- 07:47
Polícia faz megaoperação na fronteira de MS para prender mandante da morte de Acevedo
Forças policiais fazem diligência em vários pontos da fronteira (Foto: Reprodução)

O dia amanheceu tenso nesta quarta-feira (15) nas principais ruas de Pedro Juan Caballero, na fronteira com Ponta Porã. Está em curso na cidade uma grande operação policial na tentativa de prender o de ser o mandante do atentado que matou o prefeito José Carlos Acevedo.

Desde as primeiras horas do dia, 18 mandados de prisão e apreensão estão sendo cumpridos em estabelecimentos comerciais, residências e em imóveis na zona rural da Capital do Departamento de Amambay.

Segundo informações até o momento apuradas junto às fontes policiais, o principal alvo da operação seria Marcio Ariel Sánchez Giménez, o Abacate, mas a prisão dele não foi confirmada e a operação está em andamento.

A operação acontece logo após o governador do Departamento de Amambay, ter dado novas declarações criticando a atuação das autoridades paraguaias. "Não há nada. Nem o pessoal da Polícia, nem o Ministério Público, nem o Governo me contataram. Para a família, a única coisa que resta a fazer é se apegar à oração e continuar com nossas vidas", disse o governador à Rádio Monumental 1080 AM.

O chefe departamental assegurou que as autoridades nunca lhe partilharam informações, nem sobre o crime do seu irmão, nem o da sua filha, que também foi vítima do crime organizado em 2021. Ronald inclusive chamou o atual comandante da Polícia Nacional, Gilberto Fleitas, de mentiroso. "Até na minha vieram mentir para mim", disse o irmão do prefeito assassinado na fronteira.

Veja também

Passageiro alega que pediu ao motorista que parasse o carro para ele urinar

Últimas notícias