Polícia

Menina que teve 12% do corpo queimado pela mãe passa por acompanhamento psicológico

Mãe surtou, jogou gasolina nos filhos e ateou fogo

Thatiana Melo Publicado em 11/01/2022, às 11h16

None
(Arquivo)

A menina de 11 anos, que teve 12% do corpo queimado, após a mãe jogar gasolina e atear fogo nela e no irmão de 20 anos, passa por acompanhamento psicológico na Santa Casa de Campo Grande, onde está internada desde a noite de domingo (9). As vítimas foram trazidas de Sidrolândia.

Segundo a assessoria do hospital, a menina está consciente, orientada e comunicativa. Está medicada pela equipe do Serviço de Cirurgia Plástica no Centro de Tratamento de Queimaduras e fazendo acompanhamento psicológico pela Santa Casa. Sem programação cirúrgica no momento.

O irmão da garota, está consciente, orientado e comunicativo. Recebendo os cuidados do Serviço de Cirurgia Plástica no Centro de Tratamento de Queimaduras e fazendo acompanhamento psicológico pela Santa Casa. Sem programação cirúrgica no momento.

A menina chegou com queimaduras de 1º e 2º graus na cabeça, nos lábios e na região cervical — cerca de 12% do corpo. O seu irmão teve queimaduras de 2º grau, no rosto e antebraço esquerdo.

Mãe surtou

A polícia de Sidrolândia foi chamada na noite de domingo (9), após receber uma denúncia, ao chegar à residência, encontrou a mulher sentada no chão e os filhos feridos com queimaduras pelo corpo. O rapaz disse aos policiais que a mãe jogou gasolina nele e na irmã e com um isqueiro ateou o fogo.  A mulher, que falava palavras desconexas e estava em surto, acabou presa e encaminhada para a delegacia. Os pais da autora disseram que ela sofre de problemas psiquiátricos. Já o ex-marido afirmou que a mulher tem Transtorno Bipolar Afetivo.

Jornal Midiamax