Na manhã desta sexta-feira (3), duas empresas de financiamento de imóveis e veículos foram fechadas em Campo Grande. Elas funcionavam em um prédio na Avenida Afonso Pena, entre as ruas 14 de Julho e Calógeras.

Segundo o delegado Paulo Henrique Sá, titular da Decon (Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes Contra as Relações de Consumo), as empresas forneciam contrato de financiamento direto pela internet. Esses contratos eram relacionados ao financiamento de imóveis e veículos, até mesmo para pessoas negativadas.

No entanto, o que as vítimas assinavam era um consórcio, que depende de lance ou sorteio para que sejam contempladas. Ainda de acordo com o delegado, algumas empresas não eram autorizadas pelo Banco Central para realizar esse tipo de serviço e estavam aplicando golpes.

Os proprietários podem responder por estelionato e propaganda enganosa. As duas empresas vistoriadas nesta sexta-feira pela Polícia Civil, Procon, Ministério do Trabalho e Creci (Conselho Regional de Corretores de Imóveis) foram lacradas.

Assim, os responsáveis foram encaminhados para a delegacia, onde prestaram esclarecimentos. O delegado esclarece que antes de contratar um financiamento, para evitar cair em golpes, é possível verificar no site do Banco Central se a empresa é autorizada para realizar este tipo de serviço.