Em Campo Grande, garotos acabam na delegacia ao 'fingir' assalto para postar no TikTok

Adolescentes usavam arma falsa e só escaparam porque mostraram canal com posts de 'crimes fake' na rede social
| 06/05/2022
- 17:09
Em Campo Grande, garotos acabam na delegacia ao 'fingir' assalto para postar no TikTok
(Foto: Henrique Arakaki/Jornal Midiamax)

‘Brincadeira’ de dois adolescentes, de 16 e 17 anos, acabou virando caso de polícia em Campo Grande após uma abordagem policial. Os jovens filmavam situações de assalto, depois contavam para as vítimas que se tratava de uma brincadeira, que era filmada e publicada na rede social TikTok.

O caso teria acontecido em janeiro deste ano e três assaltos de mentira foram filmados pelos adolescentes. Nos dois primeiros, eles usavam uma arma de brinquedo e, enquanto um dos jovens cometia o assalto com a arma de brinquedo, o outro filmava para publicar na rede social.

Assim, após o ‘assalto’, eles contavam para as vítimas que se tratava de uma brincadeira. Foi na terceira tentativa que o caso acabou na Deaij (Delegacia Especializada de Atendimento à Infância e Juventude).

Brincadeira frustrada

A delegada Daniella Kades, da , relatou que os jovens fingiram assaltar uma mulher, que estava na fila de uma lotérica. No entanto, quando um deles abordou a vítima, um policial militar que estava de folga acabou flagrando o fato e fez abordagem ao adolescente. O outro, que filmava, fugiu correndo.

O jovem explicou que se tratava de uma brincadeira, quando o outro adolescente voltou ao local e também confirmou que não era um assalto. Equipe da foi acionada e os jovens encaminhados para a delegacia.

Foi verificado, então, que os adolescentes não tinham antecedentes criminais. Ainda segundo a delegada, eles mostraram os vídeos publicados no TikTok, ao que ela esclareceu os riscos que os jovens tinham corrido. Isso porque poderiam ter sido feridos a tiros ou mesmo mortos caso tivessem tentado a ‘brincadeira’ com alguém armado.

Como não foi verificado ato infracional análogo a crime, foi feito um despacho ao Judiciário. Os vídeos foram baixados e depois excluídos da conta dos adolescentes. Testemunhas foram ouvidas e o caso reportado ao Judiciário, mas depois arquivado por não se tratar de crime.

Os adolescentes foram orientados pela delegada e depois entreguem aos responsáveis legais.

Simulacro de arma de fogo

Nesta sexta-feira (6), outro caso envolvendo adolescente e simulacro de arma de fogo chegou à polícia. Segundo a delegada Kades, o adolescente de 16 anos teria pegado o simulacro com um amigo, também adolescente, na quarta-feira (4). O objetivo era assustar o irmão e alguns colegas.

Já nesta sexta-feira, ele teria levado o simulacro no casaco, pois encontraria com o amigo na porta da escola, para devolver. No entanto, acabou dizendo para amigos que aquele era seu último dia na escola, o que deixou os colegas preocupados. A diretoria foi informada e Polícia Militar acionada.

Quando os policiais chegaram, o aluno disse que estava com o simulacro. A preocupação era de que o jovem pudesse fazer algo contra colegas ou contra a própria vida.

Aluno foi transferido da escola

Depois, foi constatada a falha de comunicação. Isso porque o jovem realmente não estudaria mais naquela escola, já que foi feito pedido de transferência para outro colégio. Por isso, hoje seria o último dia dele na escola.

Na Deaij, ele ainda confessou que participou do furto de um Gol na segunda-feira (2), nas proximidades da Praça do Peixe, em Campo Grande. Ele estava com outro adolescente e furtou o carro usando uma chave micha. O veículo ficou com o amigo do jovem e foi localizado e apreendido por policiais militares no dia seguinte.

Com o relato do adolescente, foi elaborado auto de constatação pelo porte do simulacro, bem como foi feita complementação do caso do furto de veículo. Os autos serão encaminhados ao Judiciário e o simulacro foi apreendido.

Segundo a delegada, não foi constatado no aluno necessidade de acompanhamento psicológico.

Veja também

As mercadorias e o veículo foram apreendidos e encaminhados a Receita Federal

Últimas notícias