Aluno flagrado com simulacro na escola teria preocupado colegas ao dizer que era seu último dia

Ele contou que pegou o simulacro para assustar colegas e irmão
| 06/05/2022
- 13:48
Aluno flagrado com simulacro na escola teria preocupado colegas ao dizer que era seu último dia
Caso foi registrado na Deaij (Foto: Henrique Arakaki, Midiamax)

Flagrado com um simulacro de arma de fogo em uma escola estadual, localizada no Bairro Recanto dos Rouxinóis, em Campo Grande, aluno de 16 anos teria preocupado colegas ao dizer que aquele era seu último dia no colégio. A diretoria foi informada e acionou a Polícia Militar, na manhã desta sexta-feira (6).

Segundo a delegada Daniella Kades, da Deaij (Delegacia Especializada de Atendimento à Infância e Juventude), o adolescente de 16 anos teria pegado o simulacro com um amigo, também adolescente, na quarta-feira (4). O objetivo era assustar o irmão e alguns colegas.

Já nesta sexta-feira, ele teria levado o simulacro no casaco, pois encontraria com o amigo na porta da escola, para devolver. No entanto, acabou dizendo para amigos que aquele era seu último dia na escola, o que deixou os colegas preocupados. A diretoria foi informada e Polícia Militar acionada.

Quando os policiais chegaram, o aluno disse que estava com o simulacro. A preocupação era de que o jovem pudesse fazer algo contra colegas ou contra a própria vida.

Aluno foi transferido da escola

Depois, foi constatada a falha de comunicação. Isso, porque o jovem realmente não estudaria mais naquela escola, já que foi feito pedido de transferência para outro colégio. Por isso hoje seria o último dia dele na escola.

Na , ele ainda confessou que participou do furto de um Gol na segunda-feira (2), nas proximidades da Praça do Peixe, em Campo Grande. Ele estava com outro adolescente e furtou o carro usando uma chave micha. O veículo ficou com o amigo do jovem e foi localizado e apreendido por policiais militares no dia seguinte.

Com o relato do adolescente, foi elaborado auto de constatação pelo porte do simulacro, bem como foi feita complementação do caso do furto de veículo. Os autos serão encaminhados ao Judiciário e o simulacro foi apreendido.

Segundo a delegada Kades, não foi constatado no aluno necessidade de acompanhamento psicológico.

O que diz a SES

O Jornal Midiamax entrou em contato com a Secretaria Estadual de Educação, que em nota afirmou que o pode ser suspenso. Confira a nota na íntegra:

"Como parte do protocolo da Rede Estadual de Ensino (REE), a direção da unidade escolar entrou em contato com pais/responsáveis do estudante envolvido e aplicou o Regimento Escolar, que prevê uma série de medidas em casos graves, como este ocorrido. De acordo com o regimento, o estudante pode ser suspenso (suspensão orientada) por até dois dias ou, em caso de reincidência, receber a transferência compulsória - com a garantia de vaga em outra unidade escolar da REE. A SED acompanha o caso por intermédio da Coordenadoria de Gestão Escolar (Coges)."

Veja também

O preso tinha passagens por tráfico de drogas, porte de arma, lesão corporal e rixa

Últimas notícias