Alegando ‘medida extrema’, defesa tenta liberdade para vereador preso por agredir a esposa

Ele foi detido em flagrante
| 08/02/2022
- 17:21
Vereador segue preso preventivamente
Vereador segue preso preventivamente - (Reprodução, Redes Sociais)

Continua preso preventivamente o vereador Diego Carcará (PSD), Diego Cândido Batista, por violência doméstica. Ele foi detido em flagrante no dia 23 de janeiro em Fátima do Sul, a 237 quilômetros de Campo Grande, após agredir a esposa e a enteada.

Na segunda-feira (8), a defesa apresentou a defesa prévia, alegando que se resguarda no direito do acusado se manifestar apenas após a instrução do feito e também da oitiva das testemunhas, que ainda serão ouvidas.

Além disso, foi feito novo pedido de revogação da prisão preventiva, alegando ser desnecessária tal “medida extrema”.

Inquérito concluído

Lesão corporal dolosa e vias de fato qualificadas pela violência doméstica, estes são os crimes pelos quais responde o vereador Diego Carcará. Conforme a delegada Gláucia Fernanda Valério, da DAM (Delegacia de Atendimento à Mulher) de Fátima do Sul, o inquérito foi concluído sem outras novidades do caso, além dos já noticiados.

Os autos foram remetidos ao Judiciário e agora é aguardada denúncia do (Ministério Público de Mato Grosso do Sul). O vereador, suspenso por 30 dias da Câmara de Vereadores, responde pela lesão corporal contra a esposa e ainda vias de fato contra a enteada.

Relembre o caso

Na noite do dia 23, Diego teria chegado em casa de uma viagem e estava com o bebê de 1 ano no colo, quando teria derrubado a criança. Houve uma discussão entre ele e a esposa, momento em que o vereador tentou agredir a enteada com um chinelo.

A mãe da menina entrou na frente e foi agredida, assim com a criança. Polícia Militar foi acionada e Diego foi detido em flagrante, alegando que estava apenas se defendendo de agressões da esposa.

Ele já tinha ameaçado a mulher anteriormente, fato apurado pela polícia após a prisão. Ele também já tinha passagem por violência doméstica, com outra vítima.

Veja também

Últimas notícias