Polícia

Vítima de estupro e agressões é transferida para a Santa Casa com traumatismo craniano

Ela foi inicialmente levada para a UPA

Renata Portela e Danielle Errobidarte Publicado em 24/06/2021, às 17h12

Ataques aconteceram no Vida Nova
Ataques aconteceram no Vida Nova - (Foto: Henrique Arakaki, Midiamax)

Às 16h26 desta quinta-feira (24), vítima de estupro, roubo e agressões no Vida Nova deu entrada na Santa Casa de Campo Grande. Socorrida pelo Corpo de Bombeiros de manhã, após conseguir pedir socorro a vizinhos, ela foi transferida para a unidade hospitalar e passa por exames.

De acordo com a assessoria do hospital, a vítima sofreu traumatismo cranioencefálico, também tinha trauma na face, sinais de enforcamento e contusão na mama. Ela passa por atendimento inicial no pronto-socorro e deve ser submetida a outros exames. Inicialmente, a vítima foi encaminhada para uma UPA (Unidade de Pronto Atendimento).

Prisão e ataques

Uma força-tarefa foi montada com 16 policiaispara encontrar o autor dos ataques, cometidos entre a noite de quarta-feira (23) e esta manhã. Duas mulheres foram atacadas, sendo que a primeira conseguiu se salvar com a ajuda de um guarda de uma escola que viu quando o homem abordou a vítima. Ela voltava do mercado por volta das 20 horas e, quando o guarda viu a cena e passou a gritar com o homem, ele fugiu.

Já a outra vítima estava em casa quando o suspeito invadiu o local por volta das 23 horas, armado com uma faca. Para a polícia, ele disse que iria roubar a moradora, mas ao perceber que ela estava sozinha cometeu o estupro. A vítima tentou reagir, foi amarrada e agredida violentamente pelo bandido.

Só no início da manhã, já por volta das 5 horas, o bandido deixou a residência da vítima. Ao perceber que estava sozinha ela gritou por socorro e foi ouvida por uma vizinha. Corpo de Bombeiros e Polícia Militar foram acionados e a mulher foi encaminhada para uma unidade de saúde.

Momentos depois, o acusado foi preso. Ele chegou a trocar de roupas para despistar os policiais. Com várias passagens por roubo, o autor estava evadido do sistema prisional.

Jornal Midiamax