As quatro mulheres que acabaram presas nessa quinta-feira (11), em Campo Grande, depois de serem flagradas furtando materiais de limpeza do Universitário receberam a liberdade nesta sexta-feira (12) ao passarem por audiência de custódia. 

A Justiça concedeu a liberdade com restrições como a proibição de frequentarem o hospital e de deixarem a cidade sem autorização, além do comparecimento em juízo a cada dois meses.

A Polícia Militar foi acionada com a informação de ocorrência de furto de materiais de limpeza do hospital. No local, a coordenadora da empresa que presta o serviço disse à polícia que ultimamente estava notando alterações do estoque.

Na noite dessa quinta (11), ela conta que viu uma funcionária colocando itens hospitalares em sua mochila. Diante do fato, desconfiou do restante da equipe. Com a desconfiança, ela fez uma vistoria na equipe, pedindo que mostrassem o conteúdo de suas bolsas, constatando que no interior das bolsas estavam diversos materiais de propriedade do hospital.

Na chegada da polícia, os itens já estavam reunidos após a vistoria, e as cinco funcionárias em um local separado. Ainda segundo a polícia, todas confirmaram que os pertences estavam em suas bolsas, e que esta era a primeira vez que cometiam o furto no hospital.

Ao todo, os produtos encontrados com elas são: um rolo de papel higiênico; uma caixa de luvas cirúrgicas aberta; 16 sacos de lixo; 10 caixas de luvas fechadas; uma caixa fechada de máscaras descartáveis; quatro pacotes de sabonetes líquidos fechados; uma esponja e três garrafas de álcool 70%; um recipiente contendo removedor e quatro sacos de lixo e outros 31 sacos de lixo.