De acordo com a polícia, durante policiamento pela área central da cidade, os militares abordaram um veículo cujo o condutor apresentava sinais claros de embriaguez, como olhos vermelhos e dificuldade de dicção. O condutor foi encaminhado para a Delegacia de Polícia, onde foi realizado, com o consentimento do condutor, aferição dos níveis de álcool expelido pelo ar no etilômetro.

A primeira medição verificada foi de 1,36mg/L, valor superior ao permitido e na contraprova a medição foi de 1,09mg/L, valor também superior ao permitido. Deste modo o condutor foi detido por conduzir veículo automotor com capacidade psicomotora alterada em razão da influência de álcool ou de outra substância psicoativa que determine dependência.