Conforme apurado pelo Jornal Midiamax

Já na delegacia, foi constatado crime de ameaça. O homem é usuário de drogas e teria chegado no condomínio bastante alterado pelo uso de entorpecentes. Ele foi até a área comum e dizia para a adolescente que cortaria o pescoço dela.

A adolescente correu para o apartamento e se trancou com a mãe. O homem continuou com as ameaças do lado de fora do apartamento da vítima, as ameaçando de morte e apontando um facão para elas. A princípio, não foi constatado ato libidinoso.

A vítima informou à PM que “foi vítima de por seu vizinho” e que ele teria subido até o andar em que ela mora, no condomínio. Os policiais o chamaram na porta do quarto onde estava escondido, mas ele havia feito uma ‘barricada’ com colchão e cômoda. 

O crime é tratado como ameaça, resistência e violação de domicílio e será investigado pela (Delegacia Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente). O suspeito foi liberado após prestar esclarecimentos.

Saiba Mais