Polícia

Morador de rua foi morto enquanto assassino 'treinava' golpes de luta em Anastácio

Autor do crime confessou que saiu 'arranjando briga' pela cidade

Fábio Oruê Publicado em 14/10/2021, às 23h00

Homem foi encontrado já morto por moradores durante a manhã do dia 3
Homem foi encontrado já morto por moradores durante a manhã do dia 3 - Foto: O Pantaneiro

Homem de 23 anos, preso por matar o morador de rua Martimiano Ajala Soley, de 49 anos, em Anastácio, disse em depoimento que estava treinando golpes de luta ao matar a vítima, no último dia 3 de outubro, em um ponto de táxi. 

Conforme o jornal O Pantaneiro, o autor foi preso na sexta-feira (8) após ser localizado em uma região de mata. Ele tem passagens por dois homicídios, tráfico, roubo e furto. O homem contou que pratica diversas artes marciais, como kickboxing, krav magá (sistema de luta corpo a corpo israelense) e capoeira.

Atualmente no semiaberto, o jovem fez a reconstituição do crime e contou que saiu para ir a um baile na noite de sábado (2) com cerca de R$ 200 no bolso, que tinha conseguindo fazendo trabalhos durante a semana. Usuário confesso de pasta base e maconha há cerca de oito anos, ele disse que bebeu e fumou antes de ir para o evento.

O homem afirmou que foi expulso pelo segurança por criar confusão com outros clientes no local. Em seguida, ele teria ido em direção a um posto de gasolina, onde novamente procurou briga por afirmar que “se garante” na violência.

Sem sucesso nas desavenças, o assassino encontrou Martimiano no caminho e iniciou nova discussão. Dessa vez, ele partiu rapidamente para a violência e chutou a vítima, que caiu no chão. Decidido a “treinar” seus golpes, o jovem passou a desferir mais chutes na cabeça do morador de rua enquanto filmava tudo com o celular.

A vítima foi encontrada horas depois por pessoas que caminhavam pela via e perceberam a presença do corpo ensaguentado na calçada. O responsável pelo crime segue sob custódia da Polícia Civil.

Jornal Midiamax