Os três rapazes, dois de 23 anos e um de 21 anos, presos na quinta-feira (9) suspeitos de participação em furtos de joias em Campo Grande, negaram participação nos crimes. As ações foram registradas por câmeras de segurança e mostram os bandidos agindo com um Ford Ka azul.

Segundo a polícia, os três foram detidos na região do Nova Lima, em um Gol branco. Dentro do carro estavam algumas joias, R$ 800 e relógios e acabaram confessando que seriam produtos de furto. Além disso, um deles chegou a dizer que as joias teriam sido furtadas nas ações do grupo que utilizava um Ka azul e invadiu casas em Campo Grande.

Após a abordagem, foi revelada a participação de um adolescente, morador no Nova Serrana. Já na casa do jovem, foram encontradas joias também furtadas. Quanto ao carro ele disse que chegou a ficar naquela residência, mas foi levado por dois comparsas para ser escondido.

Assim, todos os envolvidos foram levados para a delegacia, sendo os três maiores para a Derf (Delegacia Especializada de Repressão a Roubos e Furtos) e o adolescente para a Deaij (Delegacia Especializada de Atendimento à Infância e Juventude). Em depoimento, negaram participação nos furtos.

Além disso, um dos envolvidos, de 21 anos, chegou a lembrar que já tinha sido preso no dia 5 de julho, também por furto. Naquela ocasião ele foi detido com uma pistola Glock furtada, além de outra arma e objetos também de origem criminosa. No mesmo dia, ele foi liberado mediante pagamento de fiança no valor de R$ 5 mil.

O caso é tratado como associação criminosa e corrupção de menores e os furtos seguem em investigação.