Polícia

Presos do PCC planejavam explodir presídio no Paraguai para fuga em massa

Autoridades encontraram nesta segunda-feira (24) explosivos em uma ala com detentos da facção criminosa brasileira PCC (Primeiro Comando da Capital), dentro da Penitenciária Regional de Concepción, no Paraguai. De acordo com o diretor da unidade, Antonio Amarilla, o material foi descoberto após suspeita dos agentes, que se deparam com as janelas de celas do pavilhão […]

Renan Nucci Publicado em 25/08/2020, às 14h12 - Atualizado às 16h56

Artefatos apreendidos em presídio no Paraguai. Foto: Ultima Hora
Artefatos apreendidos em presídio no Paraguai. Foto: Ultima Hora - Artefatos apreendidos em presídio no Paraguai. Foto: Ultima Hora

Autoridades encontraram nesta segunda-feira (24) explosivos em uma ala com detentos da facção criminosa brasileira PCC (Primeiro Comando da Capital), dentro da Penitenciária Regional de Concepción, no Paraguai. De acordo com o diretor da unidade, Antonio Amarilla, o material foi descoberto após suspeita dos agentes, que se deparam com as janelas de celas do pavilhão abertas.

Conforme o jornal Ultima Hora, durante uma vistoria, os carcereiros encontraram dinamite, pólvoras e cordas. Por este motivo, foi acionado o Ministério Público e a Polícia Nacional, bem como especialistas em explosivos. Na cela havia dois presos do PCC que estavam envolvidos em um caso semelhante no presídio de Pedro Juan Caballero, onde em junho foi apreendida dinamite em gel.

A suspeita é de que os artefatos fossem usados em um plano de fuga em massa, como ocorreu em janeiro deste ano. O objetivo seria destruir as paredes da unidade que davam acesso à rua. Não é descartado envolvimento de servidores que facilitaram a entrada do ilícito. No último dia 13 de agosto, em Pedro Juan Caballero, foi encontrado um túnel em cela de membros da facção brasileira.

Jornal Midiamax