Polícia

Polícia desmonta esquema de receptação em aldeia indígena de Dourados

A  Polícia Civil de Dourados deflagrou nesta segunda-feira (17), por meio do SIG (Serviço de Investigação Geral) a “Operação Amigo do Campo” com a finalidade de desmontar esquema de furtos de caminhões,  maquinários agrícolas e agrotóxicos. O esquema funcionava na Aldeia Jaguapiru. De acordo com o delegado responsável pelo SIG de Dourados, Rodolfo Daltro, nos […]

Marcos Morandi Publicado em 17/02/2020, às 10h03 - Atualizado às 10h05

A polícia cumpriu mandado de busca e apreensão em residência.(Foto: Divulgação).
A polícia cumpriu mandado de busca e apreensão em residência.(Foto: Divulgação). - A polícia cumpriu mandado de busca e apreensão em residência.(Foto: Divulgação).

A  Polícia Civil de Dourados deflagrou nesta segunda-feira (17), por meio do SIG (Serviço de Investigação Geral) a “Operação Amigo do Campo” com a finalidade de desmontar esquema de furtos de caminhões,  maquinários agrícolas e agrotóxicos. O esquema funcionava na Aldeia Jaguapiru.

De acordo com o delegado responsável pelo SIG de Dourados, Rodolfo Daltro, nos últimos seis meses foram identificados vários furtos contra caminhões, máquinas agrícolas, propriedades rurais, implementos e agrotóxicos foram praticados em Dourados e municípios vizinhos.

Segundo ele, as investigações apontaram para uma empresa na Aldeia Jaguapiru, em Dourados. Durante as primeiras horas desta segunda-feira também foram cumpridos mandados de busca e apreensão em uma casa, uma oficina e uma cascalheira.

Na Aldeia Jaguapiru foram apreendidos agrotóxicos sem procedência definida e armazenados de modo irregular, sendo o investigado, com a idade de 41 anos e casado com uma indígena, autuado por crime ambiental.

Na operação, que contou com o apoio do  DOF (Departamento de Operações da Fronteira) e da Força Nacional foram localizados caminhões com  indícios de adulteração na numeração de motores que não coincidiam com o chassi.

Jornal Midiamax