Polícia

Parceria entre PF de MS e Paraguai já tirou 179 toneladas de maconha de circulação

Ação é realizada pela Senad (Secretaria Nacional Antidrogas), do Paraguai, em parceria com a PF (Polícia Federal) brasileira e acontece em propriedades rurais localizadas em Pedro Juan Caballero, cidade que faz divisa com Ponta Porã, do lado sul-mato-grossense. Denominada Nova Aliança, a operação reúne contingente operacional dos países e conta com o apoio de helicópteros […]

Marcos Morandi Publicado em 05/11/2020, às 10h35 - Atualizado às 11h04

Nova Aliança conta com logística brasileira. (Foto: Senad)
Nova Aliança conta com logística brasileira. (Foto: Senad) - Nova Aliança conta com logística brasileira. (Foto: Senad)

Ação é realizada pela Senad (Secretaria Nacional Antidrogas), do Paraguai, em parceria com a PF (Polícia Federal) brasileira e acontece em propriedades rurais localizadas em Pedro Juan Caballero, cidade que faz divisa com Ponta Porã, do lado sul-mato-grossense.

Denominada Nova Aliança, a operação reúne contingente operacional dos países e conta com o apoio de helicópteros da Polícia Federal.  O objetivo é localizar e destruir, por meio de ações aéreas e terrestres, plantações de maconha.

Segundo a Senad, nos primeiros dois dias a Nova Aliança já possibilitou a localização de 43 hectares de plantações de maconha. Além disso, foram encontrados 50 mil e 638 quilos de maconha.

Conforme levantamentos da polícia paraguaia, com as primeiras ações, cerca de 179  toneladas da droga já foram retiradas de circulação , o que implica uma perda de lucro para o crime organizado de 5 milhões e 389 mil dólares.

Parceria entre PF de MS e Paraguai já tirou 179 toneladas de maconha de circulação
Operação já destruiu 34 acampamentos de narcotraficantes. (Senad)
Jornal Midiamax