Polícia

Juiz manda tirar tornozeleiras de dupla que tentou se matar por causa de R$ 37 mil

O juiz Carlos Alberto Garcete de Almeida, da 1ª Vara do Tribunal do Júri de Campo Grande, determinou a retirada das tornozeleiras eletrônicas dos dois rapazes que tentaram se matar por causa de uma dívida de R$ 37 mil de um com o outro. Eles havia sido presos, foram beneficiados com liberdade mediante monitoramento eletrônico […]

Renan Nucci Publicado em 19/10/2020, às 15h18

Foto Ilustrativa
Foto Ilustrativa - Foto Ilustrativa

O juiz Carlos Alberto Garcete de Almeida, da 1ª Vara do Tribunal do Júri de Campo Grande, determinou a retirada das tornozeleiras eletrônicas dos dois rapazes que tentaram se matar por causa de uma dívida de R$ 37 mil de um com o outro. Eles havia sido presos, foram beneficiados com liberdade mediante monitoramento eletrônico e, com esta nova decisão, terão que comparecer mensalmente em juízo para comprovar que estão trabalhando.

Consta na denúncia que no dia 08 de junho de 2020, por volta das 12h30min, na Rua Evaldo Braga, no bairro  Chácara das Mansões, L.L.B  tentou matar J.V.E.R.S. “não conseguindo seu intento por circunstâncias alheias a sua vontade”. Da mesma forma, J.V.E.R.S tentou matar L.L.B, mas também sem sucesso.

Ambos se conheciam e  L.L.B tinha uma dívida com J .V.E.R.S no valor de R$37 mil. Na data dos fatos eles se encontraram para negociar um acerto, Contudo, o devedor sacou um revólver calibre 32 e efetuou disparos contra o credor, que reagiu atirando com pistola calibre 9 milímetros. Ambos foram socorridos, receberam atendimento médico e acabaram presos em flagrante.

Jornal Midiamax