Polícia

Jovem que estuprou e matou a própria mãe é transferido a presídio

Paulinho Cabreira, 19, acusado de estuprar e matar a própria mãe Marina Cabreira, 42, foi transferido da Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário), onde estava isolado, à PED (Penitenciária Estadual de Dourados), nesta quinta-feira (02). O crime aconteceu no dia 23 de dezembro na casa onde moravam no Parque Alvorada, em Dourados, cidade a 220 […]

Diego Alves Publicado em 02/01/2020, às 23h16 - Atualizado em 03/01/2020, às 07h05

Paulinho chegou a se livrar do flagrante, porém, foi preso logo depois (Divulgação, Polícia Civil)
Paulinho chegou a se livrar do flagrante, porém, foi preso logo depois (Divulgação, Polícia Civil) - Paulinho chegou a se livrar do flagrante, porém, foi preso logo depois (Divulgação, Polícia Civil)

Paulinho Cabreira, 19, acusado de estuprar e matar a própria mãe Marina Cabreira, 42, foi transferido da Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário), onde estava isolado, à PED (Penitenciária Estadual de Dourados), nesta quinta-feira (02).

O crime aconteceu no dia 23 de dezembro na casa onde moravam no Parque Alvorada, em Dourados, cidade a 220 quilômetros de Campo Grande.

Agentes do SIG (Serviço de Investigação Geral) da Polícia Civil prenderam o rapaz no último dia 28, na Aldeia Bororó.O crime teria acontecido pelo fato da vítima ter negado R$ 10 para o filho comprar cachaça. Por ter se livrado do flagrante, ele chegou a ser liberado, porém, no dia 27, foi decretada a prisão preventiva dele.

Na delegacia, Paulinho confessou que a mãe dormia embriagada no chão. Ele conta que então passou a estuprá-la e, durante o ato sexual ela acordou, momento em que foi esfaqueada.

O autor ateou fogo no corpo da vítima, que ainda poderia estar viva, de acordo com a polícia. Após matar a mãe, Paulinho ainda roubou um radio do marido de Marina.

Jornal Midiamax