Polícia

Fazendeira é multada por exploração de madeira em área protegida

A PMA (Polícia Militar Ambiental) autuou uma fazendeira em R$ 7 mil por exploração de madeira em área protegida de reserva legal da propriedade. Policiais ambientais realizaram fiscalização na propriedade em Paranaíba, às margens da Rodovia BR 158. A proprietária por crime ambiental de extração de madeira da área protegida de reserva legal da fazenda. […]

Diego Alves Publicado em 14/10/2020, às 21h57

Divulgação, PMA
Divulgação, PMA - Divulgação, PMA

A PMA (Polícia Militar Ambiental) autuou uma fazendeira em R$ 7 mil por exploração de madeira em área protegida de reserva legal da propriedade. Policiais ambientais realizaram fiscalização na propriedade em Paranaíba, às margens da Rodovia BR 158.

A proprietária por crime ambiental de extração de madeira da área protegida de reserva legal da fazenda. No local foram encontradas 18 árvores derrubadas, com uso de motosserras para exploração da madeira sem autorização. Caso a PMA não chegasse mais árvores seriam exploradas.

De acordo com a polícia, a madeira explorada estava sendo transformada em tábuas e armazenada em um barracão nas proximidades do local. Entre toras de madeira e tábuas das espécies aroeira e angico foram apreendidos 17 m³, além de duas motosserras que eram utilizadas na exploração ilegal. As atividades foram paralisadas.

A fazendeira de 89 anos, residente em Paranaíba, responderá por crimes ambientais de uso ilegal de motosserra e exploração de madeira. A pena para cada crime é de seis meses a um ano de detenção. A infratora também foi multada administrativamente em R$ 7.000,00 pelas infrações ambientais.

Jornal Midiamax