O morador de 47 anos preso, no Jardim Ouro Preto, em Campo Grande, na noite de segunda-feira (20), depois de efetuar tiros contra um motociclista que passava na rua, contou em depoimento que seus vizinhos faziam barulhos com motocicletas para provocá-los.

O concretista contou que os vizinhos ficam acelerando as motocicletas na frente de sua casa para provocá-lo e que a residência vive cheia de jovens fazendo bagunça. O homem ainda disse que já esteve preso em 2000 por seis meses, mas que foi absolvido pelo tribunal do júri. Ele ainda contou que a arma apreendida com ele havia sido comprada há 15 anos. O autor passa por audiência de custódia nesta quarta-feira (22).

O crime aconteceu por volta das 20 horas de segunda (20), quando o autor foi até a casa de um casal e com um revólver em mãos passou a fazer ameaças, “Vou passar todo mundo”, sendo que neste momento passava na rua um motociclista e o homem apontou a arma para ele e fez disparos.

Foram três disparos em direção da vítima. A polícia foi acionada e o autor tentou negar o crime, mas depois confessou que fez os disparos. A arma foi apreendida e percebido que haviam três munições deflagradas e duas intactas. Ele foi levado para a delegacia.