Polícia

‘Como ocorreu é mais importante que motivação’, diz delegado sobre acidente que matou 8 na BR-267

As investigações sobre o acidente ocorrido no dia 3 deste mês que matou oito pessoas na BR-267 seguem na Delegacia de Nova Alvorada do Sul. Por enquanto, a apuração do caso se concentra nas circunstâncias do acidente, e não na motivação, segundo o delegado responsável. “Por enquanto, estamos mais concentrados em revelar como ocorreu a […]

Danielle Errobidarte Publicado em 21/10/2020, às 18h20 - Atualizado em 22/10/2020, às 10h05

Acidente ocorreu no sábado (3) e deixou 8 mortos na BR-267. (Foto: Reprodução/ Rones César - Alvorada Informa)
Acidente ocorreu no sábado (3) e deixou 8 mortos na BR-267. (Foto: Reprodução/ Rones César - Alvorada Informa) - Acidente ocorreu no sábado (3) e deixou 8 mortos na BR-267. (Foto: Reprodução/ Rones César - Alvorada Informa)

As investigações sobre o acidente ocorrido no dia 3 deste mês que matou oito pessoas na BR-267 seguem na Delegacia de Nova Alvorada do Sul. Por enquanto, a apuração do caso se concentra nas circunstâncias do acidente, e não na motivação, segundo o delegado responsável.

“Por enquanto, estamos mais concentrados em revelar como ocorreu a colisão e não tanto com a motivação”, afirma o delegado Rômulo Teixeira Marcelo. Ele aguarda o laudo da perícia, que é feito em Dourados.

Ainda segundo o delegado, o motorista do caminhão foi ouvido no mesmo dia do acidente. Ele disse em depoimento que o motorista do Ford Belina teria invadido a pista contrária. Claudiano José da Silva dirigia o carro com as oito vítimas do acidente, incluindo três crianças. O motorista do caminhão não sofreu ferimentos graves.

Durante as investigações, perícia preliminar chegou a apontar que o motorista da Belina não tinha CNH (Carteira Nacional de Habilitação) e que ele pode ter saído de uma estrada vicinal para entrar na BR-267, fugindo da fiscalização da PRF (Polícia Rodoviária Federal). A suspeita é de que o motorista estivesse embriagado, já que havia passado o dia em um rio na região, com a família.

Outra hipótese levantada é que o acidente foi premeditado após Claudiano ter descoberto uma suposta traição da esposa, Paola Izaura dos Santos Silva, de 18 anos. Familiares dela disseram aos policiais, no local do acidente, que o plano teria sido relatado a conhecidos.

Entretanto, ainda não há confirmação de nenhuma das hipóteses, segundo o delegado. A linha de investigação mais “forte”, conforme Teixeira, é de que o acidente teria sido provocado pelo condutor da Belina.

Jornal Midiamax