O piloto Wadson Ranielly Fernandes, 38 anos morador em Campo Grande, após deixar o Hospital da Vida, em , está sendo procurado pela polícia. Ele estava internado em decorrência do pouso forçado que teve que fazer com o avião  monomotor Cesna Aircraft prefixo PT-KRE em uma propriedade nas proximidades de Caarapó.

Alvo de operações da Polícia Civil e da Polícia Federal por uso de aeronaves no , em 2017, durante desdobramentos da Operação Ícaro, a (Delegacia Especializada de Combate ao ),Wadson será novamente investigado.

O caso que envolve o pouso forçado da aeronave foi assumido pela Deco, em parceria com ao SIG (Setor de Investigação geral), que na próxima semana deve fazer uma perícia no local.

Nesta quarta-feira o delegado responsável pelo SIG, Rodolfo  Daltro esteve na área,  que é de propriedade da Coamo e apreendeu alguns objetos, entre eles uma mala. Segundo ele, a aeronave está isolada.