Polícia

Policial usava caixa de som para contrabandear agrotóxico do Paraguai

Na tarde da última quarta-feira (16), policial militar do Paraná, de 29 anos, foi preso em flagrante por contrabando na região de Mundo Novo, a 462 quilômetros de Campo Grande. Ele tentava atravessar a alfândega da Receita Federal, entre a cidade sul-mato-grossense e Salto del Guairá (PY), quando foi detido. A equipe de vigilância e […]

Renata Portela Publicado em 18/10/2019, às 13h00 - Atualizado às 18h07

Carro tinha placas do Paraguai (Foto: Via WhatsApp)
Carro tinha placas do Paraguai (Foto: Via WhatsApp) - Carro tinha placas do Paraguai (Foto: Via WhatsApp)

Na tarde da última quarta-feira (16), policial militar do Paraná, de 29 anos, foi preso em flagrante por contrabando na região de Mundo Novo, a 462 quilômetros de Campo Grande. Ele tentava atravessar a alfândega da Receita Federal, entre a cidade sul-mato-grossense e Salto del Guairá (PY), quando foi detido.

A equipe de vigilância e repressão da Receita Federal localizou os 164 pacotes de agrotóxicos que estavam escondidos em um fundo falso do carro do policial, que tinha placas do Paraguai. Ele confessou que comprou os produtos no país vizinho e que levaria até a cidade onde mora, onde faria a entrega.

O suspeito, identificado como Lucas Cardoso, revelou que conseguiria lucro de R$ 4 mil com a revenda dos defensivos agrícolas. Conforme o Portal Guaíra, ele foi encaminhado com o material apreendido para a Polícia Federal.

Policial usava caixa de som para contrabandear agrotóxico do Paraguai
Agrotóxico foi apreendido (Foto: Via WhatsApp)
Jornal Midiamax