Polícia

Polícia ouve testemunhas sobre ataque de pistoleiros que matou pai e feriu bebê

A Polícia Civil continua ouvindo testemunhas sobre o ataque de pistoleiros que matou Lucas Alexandre Fogaça, 23 anos, também feriu a filha e esposa dele, no último 4 de julho. O ataque aconteceu quando a família seguia pela BR-163 próximo a cidade de Naviraí, em um Fiat Pálio. O delegado de Itaquiraí que conduz as […]

Dayene Paz Publicado em 22/07/2019, às 16h26 - Atualizado em 23/07/2019, às 09h06

Foto: Tá na Mídia Naviraí.
Foto: Tá na Mídia Naviraí. - Foto: Tá na Mídia Naviraí.

A Polícia Civil continua ouvindo testemunhas sobre o ataque de pistoleiros que matou Lucas Alexandre Fogaça, 23 anos, também feriu a filha e esposa dele, no último 4 de julho. O ataque aconteceu quando a família seguia pela BR-163 próximo a cidade de Naviraí, em um Fiat Pálio.

O delegado de Itaquiraí que conduz as investigações, Edson Ruiz Ubeda, informou que além de testemunhas, espera laudos periciais. Sem informar detalhes para não atrapalhar nas investigações, o delegado também destacou que prossegue com cautela, já que o ataque pode estar relacionado com outros assassinatos na cidade de Itaquiraí.

Informações de testemunhas confirmaram que o ataque pode ter tido relação com rixas entre quadrilhas de várias famílias e até ligação com tráfico de drogas, mas essa informação ainda não foi confirmada pela polícia.

As vítimas são sobrinhas de Vilmar Fogaça da Silva, 43 anos, morto a tiros no último dia 13 de junho, quando estava em um veículo estacionado em frente a uma residência de Itaquiraí. O filho de Vilmar, Matheus Fogaça de 17 anos, foi encontrado morto uma semana depois da morte do pai, em uma estrada rural na cidade de Três Barras do Paraná. Matheus foi assassinado com dois tiros que atingiram a nuca.

Ataque

No dia 4 de julho, a família seguia pela BR-163 e teria parado no sistema Pare e Siga da CCR MSVia. No sentido contrário, os pistoleiros – que estava em uma Hilux – pararam, quando um dos homens armados desceu e passou a efetuar disparos contra o carro.

Os disparos atingiram a cabeça do motorista e o tórax, a mulher dele levou um tiro e o filho do casal também foi ferido com um tiro no tornozelo. No lado em que estava a cadeirinha do bebê foram feitos oito disparos contra o vidro do carro.

Jornal Midiamax