Polícia

Diarista é acusada de furto pela patroa e tira roupa para provar inocência

Diarista de 22 anos procurou a 3ª Delegacia de Polícia Civil de Três Lagoas – cidade distante cerca de 326 km de Campo Grande, após ser acusada de furtar duas alianças da casa da patroa, nesta segunda-feira (1º). Conforme as informações do boletim de ocorrência, a mulher afirmou que trabalha como diarista na residência localizada […]

Dayene Paz Publicado em 02/07/2019, às 13h57 - Atualizado às 19h10

Foto: Divulgação.
Foto: Divulgação. - Foto: Divulgação.

Diarista de 22 anos procurou a 3ª Delegacia de Polícia Civil de Três Lagoas – cidade distante cerca de 326 km de Campo Grande, após ser acusada de furtar duas alianças da casa da patroa, nesta segunda-feira (1º).

Conforme as informações do boletim de ocorrência, a mulher afirmou que trabalha como diarista na residência localizada na região central da cidade.

Nesta segunda, a patroa acusou a jovem de pegar duas alianças que estavam em cima de uma janela ou embaixo do micro-ondas, segundo relato. A mulher que estava em casa com marido e o filho, afirmou que chamaria a polícia para a diarista.

Indignada com as acusações, a vítima tirou a roupa por vontade própria, para provar que não tinha furtado as alianças. A patroa ainda tirou foto do RG (Registro Geral) da vítima, que em seguida procurou a delegacia de polícia. O caso foi registrado como calúnia.

Jornal Midiamax