Polícia

Com sonho de jogar na Europa, jovem de MS cai em golpe de agente e perde R$ 7,8 mil

Ser jogador de futebol é um dos sonhos mais requisitados por jovens no país, mas algumas vezes o desejo se torna pesadelo com falsas promessas. Em Dourados, um atleta de 21 anos registrou boletim de ocorrência após conhecer um agente em abril de 2018, via internet, que prometeu o levar para atuar na Europa e […]

Renato Giansante Publicado em 06/09/2019, às 09h28 - Atualizado às 09h59

Foto: Renato Giansante, Midiamax
Foto: Renato Giansante, Midiamax - Foto: Renato Giansante, Midiamax

Ser jogador de futebol é um dos sonhos mais requisitados por jovens no país, mas algumas vezes o desejo se torna pesadelo com falsas promessas. Em Dourados, um atleta de 21 anos registrou boletim de ocorrência após conhecer um agente em abril de 2018, via internet, que prometeu o levar para atuar na Europa e desde então já pagou R$ 7,8 mil e desde então só recebeu desculpas para não receber as passagens.

De acordo com a vítima, após conhecer o homem, em abril de 2018, foi pago R$ 500 para treinar por 30 dias em um Centro de Treinamento na Vila Moreninhas II, em Campo Grande. Após cinco dias no local, e devido a estrutura precária, resolveu retornar para Dourados.

Em julho, o jovem relatou que voltou a treinar no local onde ficou por mais uma semana e recebeu a proposta para jogar na Europa. Mas para isso, teria que pagar R$ 7 mil. Ele teria aceitado o “convite” e chegou a vender seu veículo afim de depositar o valor ao agente que entrou em contato por diversas vezes para tentar pagar o quanto antes com intuito de iniciar a temporada na Europa em agosto de 2018.

Ainda de acordo com a vítima, foram depositados R$ 7,3 mil em uma conta corrente que o agente passou. Mas, desde então, houve a remarcação da viagem em diversas vezes.

Em fevereiro deste ano, o jovem retornou ao Centro de Treinamento esperando pela passagem o que novamente não aconteceu. Depois de aguardar por mais alguns meses, ele teria pedido o valor de volta ao homem e recebeu sinal positivo, porém não foi efetuado. Dessa forma, ele resolveu registrar o boletim de ocorrência por estelionato e o caso será encaminhado para o 4º DP de Campo Grande para seguir as investigações.

Jornal Midiamax