Polícia

Bebê de um ano morre afogado ao cair dentro de balde com água

Bebê de um ano morreu afogado em um balde com água na tarde desta segunda-feira (23) em Dourados, cidade a 230 quilômetros de Campo Grande A criança estava na casa onde reside, na Sitioca Campo Belo e por volta de 15h40 caiu dentro do balde com água. O Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) […]

Diego Alves Publicado em 23/12/2019, às 19h42 - Atualizado em 25/12/2019, às 11h07

Caso foi registrado na Depac Dourados. (Arquivo Midiamax)
Caso foi registrado na Depac Dourados. (Arquivo Midiamax) - Caso foi registrado na Depac Dourados. (Arquivo Midiamax)

Bebê de um ano morreu afogado em um balde com água na tarde desta segunda-feira (23) em Dourados, cidade a 230 quilômetros de Campo Grande

A criança estava na casa onde reside, na Sitioca Campo Belo e por volta de 15h40 caiu dentro do balde com água.

O Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) foi acionado e conseguiu reanimar o bebê.  Ele chegou a ser levado ao Hospital da Vida, porém, não resistiu e morreu antes de dar entrada na unidade de saúde, publicou o site Dourados News. O caso é investigado e informações preliminares apontam para acidente doméstico.

Outro caso

No último dia 15 de novembro, a bebê Eloíza Daiane Ocampo Brito de 1 anos morreu afogada em um balde em uma casa na região central de Porto Murtinho, cidade a 441 quilômetros de Campo Grande.

Eloíza estava junto com a avó e a tia aos fundos da residência, momento em que a mãe foi colocar o irmão de Eloíza, de três anos, para dormir. No momento em que a mãe entrou com o filho para colocar para dormir, Eloíza foi atrás.

Em certo momento, sem ninguém ver e perceber, a bebê foi em direção a um balde com lavagem para porcos, que estava em um corredor, aos fundos da residência. A tia foi quem encontrou a menina dentro do balde. Ela chegou a ficar minutos sem respirar. O Corpo de Bombeiros foi acionado ao local, tentou reanimá-la e a levou ao hospital municipal, porém ela não resistiu e veio a óbito.

Assassinato

Evaldo Christyan Dias Zenteno, 21, foi preso por matar o próprio filho Miguel Henrique dos Reis, de 2 anos afogado em uma bacia com água, no dia 19 de setembro em Campo Grande. No último dia 9 deste mês, ouve a 1ª audiência sobre o caso, que aconteceu no Fórum Heitor Medeiros, em Campo Grande. De acordo com a acusação, Evaldo matou o filho para se vingar da ex-esposa.

Um policial militar ouvido como testemunha de acusação contou sobre a frieza de Evaldo, quando chegou a levar o filho no hospital, após matá-lo afogado. Ele dizia que teria sofrido um roubo e que os suspeitos teriam jogado a criança em um córrego. “Estava mentindo e em momento algum demonstrava se preocupar com filho”, relatou. O policial falou também sobre as contradições apresentadas por Evaldo sobre o suposto roubo, também que teria entrado no córrego para salvar o filho, mas segundo a polícia, Evaldo estava seco na hora que chegou ao hospital.

Jornal Midiamax