Polícia

Apreensão de maconha causa R$ 2,7 milhões de prejuízo a consórcio do tráfico

A Polícia Militar Rodoviária apreendeu no início da manhã desta segunda-feira (21), na MS-156, em Amambai, a 352 quilômetros de Campo Grande, 2,4 toneladas de maconha e 28 quilos de skank (maconha com alto teor de concentração do princípio ativo), que pertenciam a um consórcio do tráfico quando criminosos se unem para dividir as despesas […]

Renan Nucci Publicado em 21/10/2019, às 13h46 - Atualizado às 16h32

Droga apreendida pela PMR. Foto: Divulgação
Droga apreendida pela PMR. Foto: Divulgação - Droga apreendida pela PMR. Foto: Divulgação

A Polícia Militar Rodoviária apreendeu no início da manhã desta segunda-feira (21), na MS-156, em Amambai, a 352 quilômetros de Campo Grande, 2,4 toneladas de maconha e 28 quilos de skank (maconha com alto teor de concentração do princípio ativo), que pertenciam a um consórcio do tráfico quando criminosos se unem para dividir as despesas da carga e minimizar prejuízos. 

A droga estava separada em fardos de diferentes tamanhos e cores, apontando que teria destinatários distintos. A polícia não divulgou detalhes sobre as circunstâncias da apreensão, mas conforme apurado, o carregamento estava em um caminhão furgão e o motorista foi preso em flagrante. Os tabletes estão avaliados no total de R$ 2,7 milhões, valor de prejuízo ao crime organizado.

Jornal Midiamax