Polícia

3 internos foram recapturados e 23 seguem evadidos da Unei em Campo Grande

Ao todo, três internos da Unei (Unidade Educacional de Internação) Dom Bosco que fugiram na madrugada de segunda-feira (16) foram recapturados. Um foi localizado ainda momentos depois da fuga e os outros dois na terça-feira (17). O terceiro adolescente foi recapturado por equipe da Deaij (Delegacia Especializada de Atendimento à Infância e Juventude) na terça-feira, […]

Renata Portela Publicado em 18/12/2019, às 12h09 - Atualizado às 14h18

Adolescentes fugiram da Unei Dom Bosco (Foto: Marcos Ermínio, Midiamax)
Adolescentes fugiram da Unei Dom Bosco (Foto: Marcos Ermínio, Midiamax) - Adolescentes fugiram da Unei Dom Bosco (Foto: Marcos Ermínio, Midiamax)

Ao todo, três internos da Unei (Unidade Educacional de Internação) Dom Bosco que fugiram na madrugada de segunda-feira (16)foram recapturados. Um foi localizado ainda momentos depois da fuga e os outros dois na terça-feira (17).

O terceiro adolescente foi recapturado por equipe da Deaij (Delegacia Especializada de Atendimento à Infância e Juventude) na terça-feira, conforme informado pela delegada titular, Ariene Murad. Segundo a delegada, outras informações sobre o local onde o jovem estava escondido não serão repassadas.

O outro jovem, que já tem 18 anos mas segue cumprindo pena por roubo, foi recapturado pela 5ª CIPM (Companhia Independente da Polícia Militar). Ele estava escondido na casa da irmã e um denunciante anônimo acionou a polícia, que o localizou no Bairro Santa Mônica.

A Sejusp-MS (Secretaria de Estado, Justiça e Segurança Pública de Mato Grosso do Sul) confirma que os outros 23 jovens seguem foragidos. Na madrugada de segunda-feira, 26 fugiram e um foi recapturado logo em seguida. Foi formada uma força-tarefa para buscas pelos jovens infratores.

A SAS (Superintendência de Medidas Socioeducativas), responsável pelas Unidades Educacionais de Internação de Mato Grosso do Sul, abriu procedimento administrativo para averiguar os fatos. A fuga aconteceu após os jovens simularem uma briga e agredirem e torturarem os agentes.

Nas redes sociais

Circulam nas redes sociais listas com os nomes dos fugitivos, por onde muitas mães souberam da fuga, já que não foram informadas pela unidade. Elas fizeram manifestação e procuraram a Defensoria Pública na terça-feira por conta das condições estruturais e de higiene das Uneis em Campo Grande.

3 internos foram recapturados e 23 seguem evadidos da Unei em Campo Grande
Publicação seria de interno que fugiu na segunda-feira (Foto: Reprodução/Facebook)

Também pelas redes sociais há jovens que comemoraram a fuga. “Boa fuga para nós, bem-sucedida graças a Deus” publicou um dos adolescentes que teria fugido da unidade. Em seguida uma fotografia foi postada na página do Facebook, com amigos, comemorando.

Motim e fuga

O motim começou quando servidores de plantão foram atender simulação de briga entre os jovens no Pavilhão B. “Vivemos momentos de terror”, relatou um agente de 50 anos que há 19 trabalha nas unidades de Campo Grande. Ele contou ao Midiamax que os adolescentes do Pavilhão B simularam que um dos internos era espancado e os agentes de plantão, 5 no total, foram intervir. “Quando chegamos na cela, o cadeado já estava aberto”, contou.

Ao menos 20 adolescentes já estavam no corredor e começaram a agredir os agentes. Ele foi feito refém, algemado e espancado com golpes de barra de ferro na cabeça. Durante o motim os internos ainda jogaram um produto químico nos olhos do agente. Alguns adolescentes fugiram pelo portão, com as chaves dos funcionários, enquanto outros pularam o muro.

3 internos foram recapturados e 23 seguem evadidos da Unei em Campo Grande
Agente foi agredido (Foto: Henrique Arakaki, Midiamax)

Ao todo 26 fugiram. “Não morremos por sorte, porque eles queriam matar todos nós”, relatou ainda outro funcionário. Com a fuga ainda foi exposta a falta de segurança na unidade, onde os agentes trabalham desarmados e ainda há falhas nos sistemas de monitoramento.

Jornal Midiamax