Polícia

Na máxima há 20 dias, detento é encontrado morto dentro de banheiro

Detento estava enforcado com uma corda artesanal

Midiamax Publicado em 05/01/2017, às 20h00

None
presidio_maxima.jpg

Detento estava enforcado com uma corda artesanal

O interno Makanaky Nobre dos Santos Nascimento, 26 anos, foi encontrado morto em um dos banheiro do pavilhão 2, na Penitenciária de Segurança Máxima de Campo Grande. O corpo foi localizado, por volta do meio dia, desta quinta-feira (5), e a Agepen (Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário) apura as circunstâncias da morte.

Makanaky Nobre dos Santos Nascimento cumpria pena por tráfico de entorpecentes e tráfico internacional de arma de fogo. Também possuía passagem por furto qualificado. Ele estava na Máxima desde 16 de dezembro do ano passado, quando foi transferido da Penitenciária de Dois Irmãos do Buriti.

O detento estava enforcado com uma corda artesanal presa à janela de um banheiro, na parte externa, do saguão superior do pavilhão 2, ala B. O local foi isolado e a perícia técnica da Coordenadoria Geral de Perícias foi chamada para os levantamentos necessários e coleta de provas. O caso será investigado pela Polícia Civil.

No dia 4 de julho de 2016, a Polícia Civil de Dois Irmãos do Buriti prendeu a esposa de Makanaky, que tentava entrar no presídio da cidade com várias porções de maconha no estômago. A droga seria entregue para o marido.

Jornal Midiamax