Polícia

Funcionários dizem que índios impediram reparo na rede elétrica

Eletricista teve pedido de apoio negado pela Polícia Militar.

Midiamax Publicado em 20/08/2017, às 19h54

None

Eletricista teve pedido de apoio negado pela Polícia Militar.

Uma equipe da Energisa disse na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) de Dourados um grupo de índios teria impedido reparos na rede elétrica da Aldeia Bororó, em Dourados, por volta da 11h deste domingo (21).

Segundo o eletricista que registrou a ocorrência, a equipe foi acionada para fazer repara na rede de energia danificada durante o temporal que atingiu a região. No local, ele verificou um poste caído mas, quando pedia apoio via celular para executar o reparo, teria sido abordado por dois índios. Conforme o relato à polícia, os dois começaram a empurrá-lo passando a falar em na língua Guarani em tom alto e ameaçador.

Em seguida, teriam tomado seu aparelho de telefone celular, jogando-o no chão. Minutos depois chegaram mais pessoas, que passaram a fazer tumulto. O funcionário da concessionária de energia teria então entrado no carro da empresa para se proteger.

A vítima relatou também que passaram a dar socos no vidro do carro e por isso teve que sair da Aldeia deixando de realizar os serviços na rede ficando o poste e os fios caídos no chão podendo causar algum tipo de acidente. Ele disse que chegou a acionar a Polícia Militar para garantir a realização dos serviços, porém a corporação informou que por falta de “efetivo” não teria como entrar na aldeia.

Jornal Midiamax