Polícia

Empresas já tinham alertado sobre paciente que morreu atropelado

Homem já havia se jogado 5 vezes contra ônibus 

Clayton Neves Publicado em 04/10/2017, às 22h01

None

Homem já havia se jogado 5 vezes contra ônibus 

Há cerca de 1 mês, ofício do Consórcio Guaicurus destinado ao Ministério Público, Agetran (Agência Municipal de Transporte e Trânsito) e  SAS (Secretaria Municipal de Assistência Social) informava os órgãos sobre o risco eminente de acidentes envolvendo o homem identificado como Wender Felipe da Silva de Oliveira, que seria a vítima morta no início da noite desta quarta-feira (4), depois de se jogar em direção a um ônibus do transporte público de Campo Grande.

De acordo com a assessoria de comunicação do Consórcio, que administra a frota de ônibus da Capital, a vítima já havia se atirado outras cinco vezes contra um ônibus. Ao comunicar o fato às autoridades, o Consórcio Guaicurus classificou a situação como “tragédia” anunciada.

Segundo testemunhas, ele era conhecido na região e já tinha tentado se jogar até contra viaturas do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de urgência) que saíam na UPA. Na semana passada, ele teria tentado suicídio na Avenida Coronel Antonino, na Mascarenhas de Morais, na Cônsul Assaf Trad.

Um tio da vítima chegou a ir ao local do acidente e reconheceu Wender.

O caso

Empresas já tinham alertado sobre paciente que morreu atropelado

Testemunhas que não quiseram se identificar contaram que a vítima teria se jogado em direção ao ônibus 073, que faz a linha Terminal Júlio de Castilho e Terminal Nova Bahia. A roda dianteira direita teria atingido o rapaz, que morreu na hora.

Segundo moradores da região, essa não seria a primeira vez que a vítima tentava o suicídio. Equipe do Corpo de Bombeiros foi acionada, constatou o óbito e isolou todo o perímetro. A perícia também está no local.

Jornal Midiamax