Polícia

Cumprindo pena em MS, cuidador de idosos roubou R$ 30 mil com ajuda de comparsas

Roubo aconteceu nesta segunda-feira, em uma empresa da 14 de julho 

Midiamax Publicado em 08/08/2017, às 22h06

None

Roubo aconteceu nesta segunda-feira, em uma empresa da 14 de julho 

​Equipe da Derf (Delegacia Especializa em Roubos e Furtos) prendeu dupla de assaltantes responsável pelo roubo de R$ 30 mil de uma empresa que contrata cuidadores de idosos, em Campo Grande. Crime ocorreu nesta segunda-feira (7) e foi planejado por um dos funcionários, que cumpria pena no Albergue da Capital.

Stanes Marcos Gomes da Silva, 29 anos, que é de Rondônia foi o primeiro a ser preso. Ele prestava serviços na empresa há dois anos e foi quem convidou dois comparsas do Albergue.

Segundo o delegado Carlos Delano, da Derf, Stanes já havia sido preso em Mato Grosso do Sul, em 2009, quando tentou transportar drogas para sua cidade natal. Suspeito permaneceu na Capital e há pouco tempo passou a cumprir pena no Albergue de Campo Grande depois de uma condenação de Rondônia por crime de trânsito.

Logo depois do crime, equipe da Derf foi ao local e constatou, por meio dos proprietários, que o crime ocorreu em dia de pagamento, e que os suspeitos chegaram pedindo a bolsa de cor exata, ou seja, já sabiam de todo o trâmite realizado pela empresa.

Conforme o delegado, imagens das câmeras de segurança, apontaram Stanes como suspeitos. A polícia percebeu que no dia do crime, funcionários aguardavam em frente à empresa, mas Stanes não estava agendado para receber.

“Ele falava no telefone e em determinado momento sem receber, saiu do local e logo depois os bandidos invadiram o local. No ponto onde esse funcionário estava, era possível ver, claramente, o proprietário passando com a bolsa e por isso passou a ser um suspeito”, explica o delegado.

Cumprindo pena em MS, cuidador de idosos roubou R$ 30 mil com ajuda de comparsas

Erton Vidal Portilho Paiva, 27 anos, foi preso, ao chegar no Albergue, nesta terça-feira (8). Ele confessou o crime e levou a polícia ao local onde a arma estava escondida e onde estavam R$ 8,5 mil, dos R$ 30 mil roubados. O envolvido também entregou o terceiro comparsa, Marcelo Luís Santos de Matos, 20 anos, que ainda não foi preso.

Aos comparsas, Stanes havia dito que no local teria cerca de R$ 120 mil. Erton cumpria pena no Albergue por homicídio e porte ilegal de armas.

Marcelo tem passagens por posse ilegal de arma de fogo, invasão a domicilio, furto e receptação.

Jornal Midiamax