Polícia

Casal de idosos morre asfixiado em incêndio que começou no colchão

Bombeiros e polícia foram acionados

Renata Portela Publicado em 26/01/2017, às 10h46

None
pm2.jpeg

Bombeiros e polícia foram acionados

Lindalva Gabi Rodrigues, de 78 anos, e Pedro Rodrigues de Abreu, de 80 anos, morreram asfixiados na madrugada desta quinta-feira (26), em uma residência na Rua Sargento Flório Alcebíades Brandão. Os dois foram encontrados mortos dentro da casa após um princípio de incêndio.

De acordo com os policiais militares do 1º Batalhão, Pelotão União, que estão no local, os dois teriam morrido asfixiados. Eles moravam em uma edícula, com dois quartos, e o incêndio teria começado no colchão do quarto onde dormia Pedro. Segundo os policiais, a suspeita é que após o princípio de incêndio, ele tenha tentado sair da casa, já que o corpo do idoso foi encontrado no chão da cozinha.

A filha do casal chegou na residência por volta das 6 horas para limpar a casa, mas quando bateu palmas não foi atendida por ninguém, então foi até a casa do vizinho, que é filho de Pedro, de 47 anos. O homem arrombou a porta e os dois encontraram os idosos já sem vida dentro da casa e, segundo eles, havia muita fumaça no local.

A mulher foi encontrada no chão do quarto em que ela estaria dormindo. A princípio eles foram vítimas de asfixia por conta da fumaça. O incêndio não tomou grandes proporções e equipes do Corpo de Bombeiros foram acionadas para fazerem rescaldo e verificarem as causas.

Drielle Patrícia de Souza Rodrigues, de 23 anos, neta do casal, contou ao Midiamax que o avô sofria de Alzheimer e que tinha a mania de esconder caixas de fósforo, então suspeita que ele possa ter acendido um fósforo, quando ocorreu o incêndio.

Polícia Civil e Perícia foram acionadas e devem apurar os fatos e registrar o caso na delegacia.

Jornal Midiamax