Lobo foi solto à 80 quilômetros de assentamento

Um lobo-guará que andava se alimentando das galinhas de um assentamento rural em Terenos, a 23 quilômetros da Capital, foi capturado pelos moradores do local, que armaram uma armadilha em um dos galinheiros. Eles chamaram a polícia militar ambiental de Campo Grande na tarde desta terça-feira (19), que acionou o Cras (Centro de Reabilitação de Animais Silvestres).

O lobinho foi transferido do galinheiro para uma caixa de recolhimento, que foi utilizada para transporte. Você pode conferir o momento que os policiais tiram o animal da armadilha para a caixa no vídeo abaixo, ou neste link. Ele foi solto pelo pessoal da polícia e do Cras em uma fazenda a aproximadamente 80 quilômetros do assentamento.

Apesar da captura de animais silvestres precisar de autorização da Imasul (Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul), a PMA (Polícia Militar Ambiental) não autuou os assentados. Animais silvestres que ameaçam rebanhos e lavouras podem ser capturados, desde que com autorização do órgão. Muitas vezes, os donos das fazendas acabam matando os lobos e outros predadores, segundo os policiais militares ambientais.