O corpo foi encontrado na mesma rua da casa do autor 

Um homem de 43 anos foi preso nesta segunda-feira (30) por assassinar Marina da Silva Martins, de 40 anos, a pauladas em , a 311 quilômetros de Campo Grande. O crime aconteceu na noite de domingo (29), depois que a vítima teria dado um tapa no rosto do suspeito.

De acordo com a polícia, funcionários do hospital municipal encontraram o corpo da mulher em um terreno baldio na manhã desta segunda-feira e ligaram para a Delegacia de Polícia Civil da cidade. No endereço apontado os investigadores se deparam com a vítima, que apresentava uma lesão na parte de trás da cabeça.

Os policiais passaram a investigar o crime e descobriram que na noite de domingo Marina estava em um bar da região com um homem, identificado como Heitor Alves da Rosa. Testemunhas contaram que o casal saiu do local por volta das 22 horas e depois a mulher não foi mais vista.

Em diligência os policiais chegaram até a casa do suspeito, localizada na mesma rua em que o corpo foi encontrado. Heitor recebeu os investigadores, mas mesmo nervoso com a presença deles, liberou a entrada da equipe. No quarto do homem, foi encontrado um travesseiro com marcas de sangue.

Diante da prova, Heitor confessou que matou Marina com um pedaço de madeira por ela ter dado um tapa em seu rosto. Para a polícia, ele mostrou onde deixou a arma usada no crime e também como executou a mulher.

Heitor foi preso em flagrante por e foi encaminhado para a Delegacia de Polícia Civil da cidade.