Polícia

Polícia faz buscas no Paraguai por veículo usado em assassinato de garoto de 15 anos

Ninguém foi preso até o momento

Gerciane Alves Publicado em 02/08/2016, às 21h56

None
carlos_paim_2_-_facebook.jpg

Ninguém foi preso até o momento

A polícia continua fazendo buscas pelos autores do assassinato de Carlos Eduardo da Silva Paim, de 15 anos, morto no dia 19 de julho no Bairro Tiradentes, em Campo Grande. Até o momento ninguém foi preso, mas informações passadas para a polícia indicam que o veículo usado durante a perseguição do garoto foi levado para ao Paraguai.

Segundo a delegada Célia Maria Bezerra da Silva da 4ª Delegacia de Polícia Civil de Campo Grande e responsável pelo caso, explica que várias informações estão sendo passadas de forma anônima para a polícia e uma delas foi que o veículo usado pelos autores para perseguir Carlos Eduardo e depois fugir após matá-lo tenha sido levado para o país vizinho.

Ela explica que enquanto uma equipe do SIG (Serviço de Investigações Gera) trabalha nas investigações do caso na Capital outra se deslocou até o Paraguai para averiguar a denúncia.

Apresentações

Após algumas denúncias anônimas a delegada conta que chegou ao nome de dois possíveis suspeitos de cometerem o assassinato. Um deles se apresentou na tarde do dia 25 de julho com um advogado e foi liberado após prestar esclarecimentos. O outro compareceu na 4ª Delegacia na manhã seguinte, acompanhado do mesmo advogado do primeiro suspeito, e também foi liberado após prestar depoimento. Os álibis apresentados pelos dois serão analisados pela polícia.

A delegada Célia destaca que quem tiver alguma informação a respeito dos suspeitos pode entrar em contato com o SIG (Serviço de Investigações Geral) da 4ª Delegacia de Polícia Civil pelo telefone 3398-2514. Se o comunicante preferir, a denúncia poderá ser anônima.

O crime

Carlos Eduardo da Silva Paim, de 15 anos, foi assassinado com três tiros no Bairro Tiradentes na noite da última terça-feira (19). Segundo informações da Polícia Civil, o adolescente pilotava a Honda Fan preta, placa NRT-6514 de Campo Grande (MS) pela Rua da Flauta quando, conforme relato de testemunhas, uma Saveiro prata com dois ocupantes se aproximou. Um dos suspeitos que estava na picape atirou três vezes, atingindo costas, panturrilha e mão esquerda de Carlos.

O jovem caiu na rua e, ainda de acordo com testemunhas, portava um revólver na cintura. Os ocupantes da Saveiro pararam o veículo, desceram e pegaram a arma de Carlos Eduardo, que morreu no local. O pai do garoto chamou a Polícia Militar assim que soube do homicídio e os policiais encontraram apenas o coldre, suporte para guardar arma de fogo, com Carlos.

Jornal Midiamax