Polícia

Depois de matéria, anúncio de venda de diploma é retirado da internet

Vendedor dizia cobrar R$ 2 mil por diploma

Wendy Tonhati Publicado em 29/01/2016, às 16h06

None
print1.jpg

Vendedor dizia cobrar R$ 2 mil por diploma

Depois da matéria publicada na quinta-feira (28), pelo Jornal Midiamax, sobre um anúncio do site OLX, em que um morador de Campo Grande diz vender diplomas com registro no MEC (Ministério da Educação), o anúncio foi retirado do site. Questionado, o vendedor disse que havia sido denunciado e que não ele o responsável pela retirada. Em seguida, ele bloqueou a equipe no aplicativo WhatsApp. Depois de matéria, anúncio de venda de diploma é retirado da internet

No primeiro contato estabelecido, o vendedor diz que não trata-se de uma falsificação, mas sim, de uma grande rede em que funcionários destas instituições inserem dados nos sistemas, garantindo um diploma autentico. Demonstrado interesse por um diploma de enfermagem, da UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul), o valor apresentado por ele foi de R$ 2 mil, que ainda poderia ser dividido em quatro vezes. 

O anúncio diz ainda que os diplomas são válidos para concursos públicos, emitir registros como OAB (Ordem dos Advogados do Brasil, CRM (Conselho Regional de Medicina) entre outros. Ele ainda promete registro no MEC, publicação no DOU (Diário Oficial da União), ementa preenchida, médias de acordo com conhecimento do responsável e dá o número de WhatsApp para a negociação, com DDD do Rio de Janeiro.

A Polícia Civil foi procurada para informar se o caso poderá ser investigado, mas até o momento o Jornal Midiamax não conseguiu contato com a delegacia especializada. A OLX também foi procurada para informar se o anúncio foi retirado por conta de denúncia.

Conversa com suposto vendedor de diplomas

Jornal Midiamax