Vítimas procuraram a polícia para denunciar ameaça

A família das meninas de 10 e 12 anos, que teriam sido atacadas por um homem de 25 anos, no último domingo (10), procurou a Polícia Civil na tarde desta terça-feira (12), para relatar o suspeito foi até a casa de uma das meninas fazer ameaças à família.

Foi registrado um boletim de ocorrência, na 2ª Delegacia de Polícia Civil, em que foi relatado que o suspeito chegou foi até casa de uma das meninas e chegou a dizer que iria matá-los, pois tinham incriminado um inocente.

Segundo um familiar das meninas, as primas estão traumatizadas com o ocorrido. Após a as ameaças na tarde desta terça, o pai de uma das crianças foi atrás do suspeito, conseguiu detê-lo e acionou a Polícia Militar, mais uma vez.

A família e o suspeito foram novamente encaminhados à Depca (Delegacia Especializada em Proteção à Criança e ao Adolescente).

Caso

Segundo a delegada da Depca, Cláudia Angélica Gerei, foi relatado que as duas meninas estavam andando de bicicleta quando foram abordadas pelo suspeito. A mais nova mordeu o braço dele e conseguiu escapar. Já a outra menina, acabou ficando em poder do suspeito, que tirou a roupa dela e fez carícias nas partes íntimas da garota.

Foi relatado ainda pelos familiares das vítimas, que a placa da motocicleta em que o suspeito estava foi anotada por um motociclista que passava no local. A família conseguiu descobrir onde ele trabalhava e informou à polícia, nesta terça. Os militares prenderam o suspeito, que foi encaminhado à Depca. Ele está com uma marca de mordida no braço, assim como foi relatado pelas meninas.

Após prestar depoimento e negar as acusações, o suspeito foi liberado e vai responder pelo crime de de vulnerável.